CURRÍCULO

PORTFÓLIO

Lara Carvalho é graduada em Comunicação Social com ênfase em Produção Cultural e Mestre em Análise de Produtos e Linguagens da Cultura Midiática, ambos pela Faculdade de Comunicação/UFBA. Durante a faculdade, ingressou na Produtora Júnior, empresa júnior de comunicação da UFBA, onde assumiu os cargos de Gerenciadora de Criação Gráfica e Diretora de Comunicação. Enquanto membro da Produtora Júnior, ministrou oficinas voltadas para comunicação digital, marketing e comunicação empresarial, além de ter desenvolvido o primeiro Plano de Marketing e Plano de Mídias Sociais da empresa. Integrou também as equipes de comunicação da UNIJr - Federação de Empresas Juniores da Bahia e Brasil Júnior.

 

Em 2012, começou a trabalhar como colaboradora da produtora Coisa de Cinema, participando da produção dos longa-metragens "Depois da Chuva", "Sobradinho", "A Cidade do Futuro" e "Guerra de Algodão", dos diretores Cláudio Marques e Marília Hughes, além de ter participado da equipe do festival Panorama Internacional Coisa de Cinema, desde 2016 assumindo a Coordenação de Logística e Receptivo. 

 

Em 2013, foi contratada como produtora de conteúdo audiovisual para o Museu de Arte Moderna da Bahia, onde foi a fotógrafa principal da instituição, registrando atividades do museu e exposições de arte como “É Tropical, Inclusive”, “LUNAR”, “Esquizópolis”, “Sala do Diretor”, “Deixe-me Ir”, “O Livro de Água”, “Tupy Todos os Dias”, “Reforma e Reinvenção”, “No Litoral É Assim” e “Memória Parque”. Atuou como fotógrafa colaboradora da Revista Contorno, além de ter sido a fotógrafa do projeto Cineclube Glauber Rocha (2014-2015). 

 

Em 2014, assumiu a Coordenação Audiovisual da 3ª Bienal da Bahia, realizando as funções de gestão, fotografia, captação de imagens e edição do material produzido pela equipe. Como colaboradora do Goethe-Institut Salvador, fotografou eventos artísticos e culturais como Reinventando Smetak: Ensemble Modern, CERNa, Sounding the Fabric e Intempestivamente.

 

Realizadora audiovisual e multiartista, trabalha com cinema, fotografia, literatura, performance, colagem e intervenções em diferentes linguagens. Realizou a performance “Corpo-natureza” (2018), registrada pela fotógrafa Milena Abreu, e tem em fase de desenvolvimento os projetos de performances “Terra Fértil” (também com a colaboração de Abreu e a elaboração de um livro da artista) e “Lunares” (performance-ritual coletiva em quatro atos: Lua Crescente, Lua Cheia, Lua Minguante e Lua Nova).

 

Roteirizou e dirigiu o média-metragem “3ª Bienal da Bahia” (2015) e o programa “MAM Flamboyant” (2014-2015). Em 2018 lançou o vídeo-poema “Correnteza” e, atualmente, desenvolve o roteiro de ficção para o longa-metragem “Quitéria”, aprovado pelo Edital de 200 Anos de Independência do Brasil promovido pelo BRDE/ANCINE.